quinta-feira, 15 de novembro de 2007

«DUELO DE AMBIÇÕES»

t.p.: «Duelo de Ambições»
t.o.: «The Tall Men»
t.f.: «Les Implacables»
t.e.: «Los Implacables»
t.br.: «Nas Garras da Ambição»

Ficha técnica

Realização Raoul Walsh
Ano de estreia : 1955
Guião : Sidney Boehm e Frank Nugent
Fotografia (cor) : Leo Tower
Música : Victor Young
Montagem : Louis R. Loeffler
Produção : William Bucher e William Hawks
Distribuição : 20th. Century-Fox
Duração no cinema : 121 minutos

Ficha artística

Clark Gable (Ben Allison), Jane Russell (Nella Turner), Robert Ryan (Nathan Stark), Cameron Mitchell (Clint Allison), Juan Garcia (Luis), Harry Shannon (Sam), Emile Meyer (Chickasaw), Steven Darrell (o coronel), Will Wright (Gus), Robert Adler (Wrangler), Tom Fadden (o proprietário do estábulo), etc...
Sinopse
Está-se no território de Montana, pouco tempo depois de terem cessado os combates da guerra civil. Ben e Clint Allison, dois irmãos texanos (e antigos membros dos corpos francos de Quantrell), raptam o rico e influente Nathan Stark com o intuito de o aliviarem dos 20.000 dólares que este possui. Hábil negociador, Stark consegue, porém, convencer os seus assaltantes a restituirem-lhe os fundos, para que os ditos sejam investidos num negócio, que proporcionará substanciais proventos a todos eles.
É, pois, como sócios que os três homens partem para o Texas, onde irão reunir uma imensa manada de bovinos. Reses que se destinam a abastecer o deficitário mercado de Montana, onde serão vendidas com uma enorme margem de lucro.
A caminho do sul, Ben trava conhecimento com Nella Turner, única sobrevivente de uma caravana de pioneiros atacada pelos pele-vermelhas. A atitude provocatória dessa belíssima mulher faz nascer uma mal dissimulada rivalidade entre Ben Allison e Nathan Stark, que, um e outro, a cobiçam e empreendem a sua conquista.
No Texas, a manada é reunida e conduzida por uma equipa de vaqueiros de origem mexicana, que nutre grande admiração e estima por Ben. O caminho para Montana é longo e repleto de perigos : intempéries, ataques de índios (que matam Clint) e assaltos de quadrilheiros especializados no roubo de gado. Mas, depois de porfiadas lutas contra homens e elementos, os bovinos chegam ao seu destino.
Na hora da partilha Stark está decidido a fazer pagar a Ben ofensas atrasadas. É assim que o texano é entregue às autoridades policiais do território, por ter, outrora, tentado roubar ao homem de Montana a soma de 20.000 dólares. Mas o experiente Ben Allison tomara as suas precauções. E, no momento em que lhe é dada voz de prisão, os seus dedicados companheiros mexicanos intervêm na contenda e fazem pender o fiel da balança a seu favor.
Nella Turner, que hesitara um tempo entre o dandy endinheirado que é Nathan Stark e o antigo e rude guerrilheiro de Quantrell, acaba por deixar falar mais alto o seu coração e por seguir o cowboy do Texas na sua viagem de regresso ao sul.
Comentário
Embora «Duelo de Ambições» não seja o melhor western de Raoul Walsh, a verdade é que este filme é uma das grandes obras do género com a assinatura desse «poeta, borracho e brigão de origem hispano-irlandesa», como ele gostava de se definir a si próprio.
Walsh demonstra, nesta sua película, porque razão chegou a ser considerado um dos grandes mestres hollywoodianos do cinema de acção. As cenas de movimento de «Duelo de Ambições» (e são muitas) foram, com efeito, perfeitamente orquestradas e podiam facilmente figurar numa antologia visual consagrada ao cinema western. Esta fita é, por outro lado, uma obra de grande beleza formal, que saiu muito valorizada pelo recurso ao CinemaScope, técnica que, obviamente, tudo torna mais grandioso e espectacular : as magníficas paisagens do Oeste americano, mas, igualmente, o movimento dos homens e dos animais.
Refira-se, ainda, que o cineasta não teve o mínimo problema em dirigir e fazer cooperar, entre elas e com a realização, as três grandes vedetas do cinema norte-americano da época, que eram Clark Gable, Robert Ryan e a graciosa, sensual e provocadora Jane Russell.
E, já agora, aponte-se também que o guião de «Duelo de Ambições» foi colhido nas páginas de um romance de Clay Fisher; e que a canção interpretada -de maneira tão lânguida- por miss Russell (ou melhor, por Nella Turner, a personagem que a actriz encarna nesta película) é da autoria de Ken Darby.
«Duelo de Ambições» já tem editadas (na zona 2) várias cópias sobre suporte DVD. Ignoramos é se existe legendagem em língua portuguesa nalguma delas.
(M. M. S.)

Sem comentários: